quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Cartas de rejeição

Jean Hannah Edelstein (que não sei quem é mas diria ter uma tonalidade de pele interessante) afirma que as cartas de rejeição [de originais] são uma arte delicada.

Talvez no mundo anglo-saxónico. Em Portugal, todas as cartas do ramo que recebi e enviei diziam:

"Parabéns pela obra fantástica que escreveu e que merece ser erguida aos píncaros da fama e da glória. Infelizmente, o nosso plano editorial para este ano está completo..."