quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Uma bolada de Bolaño

Dois artigos sobre o tipo que escreveu:

"A verdade é que não acredito muito na escrita. A começar pela minha. Ser escritor é agradável - não, agradável não é a palavra certa - é uma actividade com os seus momentos divertidos. Mas eu sei que há outras coisas ainda mais divertidas, divertidas no sentido em que a literatura é divertida para mim. Assaltar um banco, por exemplo. Ou realizar filmes. Ou ser um gigolo. Ou ser outra vez criança ou jogar numa equipa de futebol mais ou menos apocalíptica. Infelizmente a criança cresce, o assaltante é morto, o realizador fica sem dinheiro, o gigolo adoece e não nos resta mais nada senão escrever."

Roberto Bolaño